(…) miando aos cantos (não),  à fúria de um tornado (não), miando breve e disperso, lamentando o subúrbio que é esse ruído a rodear a voz amorfa (não sei), resmungando a dor que não lhe aflige (já sei), tecendo a vida num ir e longe de tráfego lento  (já que mais importa esse traslado desconhecido). Sou então a alma dos poros, os poros do brilho secreto do radar de velocidade excedente, o excesso de cal no alto dos muros (sou a alma dos porcos agora, chafurdo a lama da biblioteca do teu coração manso de menino). Verde, esse ímpeto (era um guincho meio elástico aquela forma de pedir licença entre as brumas), dois reais a quem chegar antes do segundo ato de covardia (molha esses cabelos acobreados para que pareçam lisos horas depois do anoitecer, para que pareça belo quando os outros voltarem exaustos de paz, dança a insistência da coreografia que lhe cabe nessa horas), eu, nervoso, à espera da encomenda que devia ter recebido ontem, disseram, que devia ter reclamado noutro setor, disseram, eu, que devia era ter mais paciência, disseram, e ser mais doce e burro, eu acho. Meu rasgo outsider à espreita de.

miando aos cantos (não), à recusa do prazer miserável dos bêbados e loucos (não), dos que morrem sem tocar a beleza uma única vez (in-tan-gí-vel!), porque vi aqueles carros sendo roubados e engano não houve, garanto, (agora vá enquanto rearranjo os retalhos noutra colcha), (corre, penélope, corre e se safa do ódio que já retesa o calcário frouxo do meu ócio, perdão, desejo era o que ia dizer), (o óbvio). Somente. Meu fardo, então, sacolinha de frutas variadas, dúzia do mais puro sincretismo tropical que trago da feira-livre das paixões de amanhã de manhã, daqui a pouco, em fato (torpes, suas referências, nem clareou o céu e quer arrancar outra página da folhinha, que, aliás, é virtual, percebe?, arranca, mas não pode levá-la a parte alguma), (arranca e condena-se a segurar o nada eternidade afora). Engraçado, esse sopro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: